Manjericão: dicas na cozinha e na medicina caseira. Tempo estimado de 1:49.
Manjericão e suas flores. (Imagem autoral).

O manjericão é erva aromática das mais famosas, fácil de cultivar e super útil na medicina caseira e na cozinha. Sejam em vasos ou direto em canteiros há  sempre de ser replantado: quando começa a perder o viço, se faz sua multiplicação com pedaços de seus próprios ramos ou estacas. Até lá, é um arbusto sempre cheiroso, visitado pelas abelhas e por nós: seus chás são calmantes, recomendados para dor de cabeça nervosa, gastrites ou tão somente vontade de relaxar um pouco ao final do dia. Mas são nos toques saborosos de suas folhas que alguns pratos se firmaram no gosto popular: a pizza tipo “marguerita” e o sofisticado molho “pesto”, que a gente passa a receita. De origem italiana, a palavra “pesto” vem do verbo “pestare”, que quer dizer macerar, uma vez que era usado o pilão para sua preparação. Então, vamos lá: são 3 dentes de alho, 2 colheres de manteiga ou azeite, 1 xicara de queijo parmesão ralado, e mais uma de folhas de manjericão, bem cheia! Ah, e também nozes, que podem ser compradas quebradinhas: vão 3 colheres de sopa. Bata tudo no liquidificador até formar um creme bem claro e pronto! Na hora de servir, junte a esse molho algumas colheres da água fervente do macarrão. Um prato rápido, delicioso e que vai manter sempre um manjericão perto de nós. É isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.